O QUE PODE “SE ESCONDER” POR TRÁS DA LEGÍTIMA EXPRESSÃO DEMOCRÁTICA NAS RUAS?

Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/34903-o-que-pode-se-esconder-por-detras-da-legitima-expressao-democratica-nas-ruas

Manifestações

Por Padre Anderson Alves

Segundo as declarações[i] de alguns organizadores dos atuais protestos no Brasil, podemos perceber que as manifestações estão sendo organizadas por grupos de profunda inspiração marxista, que julgam que o atual governo não é tão radical como deveria ser[ii].

Por isso, pretendem mudar todo o sistema, aproveitando-se de pessoas de boa vontade, que justamente querem mudanças na vida social. Assim, pessoas bem intencionadas são usadas por grupos radicais que analisam a realidade de modo dialético e que, no fundo, pretendem uma revolução violenta, popular e nada democrática.

Algo de semelhante ocorre em diversos países do mundo. Como esses grupos radicais não ganham suficientes votos, pretendem impor suas ideias por meio da força de alguns “heróis” e pela manipulação emotiva das grandes massas.

Sendo assim, agem transmitindo a ideia de que farão uma manifestação pacífica, incitando os sentimentos e a boa vontade de muitos. Atraem muita gente que realmente se manifesta de modo pacífico; porém, em certo momento, acabam utilizando métodos violentos para sofrer uma justa resposta das ordens de segurança e se apresentarem como vítimas do Estado repressor. O objetivo é desestabilizar os governos e todos os partidos políticos, através da manipulação popular. Depois das manifestações passam a ideia de que a violência não era intencional, mas que foram pessoas “infiltradas” que a promoveram.

Em síntese, no atual momento devemos ter espírito crítico para averiguar se os violentos são “aproveitadores” e “infiltrados” nas manifestações, ou se são os seus mesmos organizadores, que se aproveitam do apoio popular para justificar assim suas ideias e métodos revolucionários.

De qualquer modo, sobre as manifestações populares, pode-se dizer que em todos os países democráticos existem e deve ser protegido o direito de se manifestar nas ruas: seja por meio de passeatas, seja por meio de greves. Mas isso deve ser feito com ordem. Na prática significa:

1) As manifestações públicas devem ser programadas e devem contar com a autorização do poder público. Devem ser em dia, hora e local determinados. A polícia deve estar presente para garantir o direito das pessoas se manifestarem, sem serem agredidas. Evidentemente, a polícia também não pode ser agredida e os bens públicos ou privados não devem ser destruídos ou danificados; para se construir um País melhor não é necessário destruir o que temos agora;

2) As manifestações não podem paralisar cidades inteiras, porque os que tem o direito de protestar devem respeitar o direito de quem não quer participar. O direito de protestar não pode negar a ninguém o direito de ir e vir, por exemplo. Avenidas públicas importantes não podem ser totalmente fechadas. Não pode ser impedida a circulação de ambulâncias, da polícia, dos bombeiros ou de quem simplesmente não quer participar nos protestos. Por isso, o ideal é que esses atos ocorram nos domingos ou feriados;

3) As greves devem ser justas e, na medida do possível, criativas, sem causar graves danos às empresas ou ao País. Na Itália, por exemplo, recentemente um grupo de pedreiros fez uma greve trabalhando um dia na reforma de praças públicas. Assim demonstravam que não falta trabalho e que os trabalhadores devem ser valorizados.

Por fim, as manifestações devem ter objetivos concretos e realizáveis. Reivindicar tudo significa o mesmo que reivindicar nada, pois se tudo é direito, nada é direito. Em palavras mais sábias e claras: “Os direitos individuais, desvinculados de um quadro de deveres que lhes confira um sentido completo, enlouquecem e alimentam uma espiral de exigências praticamente ilimitada e sem critérios. A exasperação dos direitos desemboca no esquecimento dos deveres. Estes delimitam os direitos porque remetem para o quadro antropológico e ético cuja verdade é o âmbito onde os mesmos se inserem e, deste modo, não descambam no arbítrio. Por este motivo, os deveres reforçam os direitos e propõem a sua defesa e promoção como um compromisso a assumir ao serviço do bem. (…) A partilha dos deveres recíprocos mobiliza muito mais do que a mera reivindicação de direitos”

(Papa Bento XVI, Caritas in Veritate, n. 43).

[i] Cfr. http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1296139-ativista-do-movimento-passe-livre-diz-que-nao-negocia-trajeto-de-manifestacao.shtml

[ii] O “Movimento Passe Livre” que está organizando grandes manifestações em São Paulo tem seu estatuto publicado na internet. Dizem explicitamente que a “via parlamentar não deve ser o sustentáculo do MPL, ao contrário, a força deve vir das ruas”. Afirmam que têr como “perspectiva a mobilização dos jovens e trabalhadores pela expropriação do transporte coletivo, retirando-o da iniciativa privada, sem indenização, colocando-o sob o controle dos trabalhadores e da população”. Cfr. http://mpl.org.br/node/1

Postado em: https://carloslopesshalom.wordpress.com

Anúncios

2 comentários em “O QUE PODE “SE ESCONDER” POR TRÁS DA LEGÍTIMA EXPRESSÃO DEMOCRÁTICA NAS RUAS?

  1. Este artigo do Padre Anderson Alves expôs com louvor e exatidão o que é este movimento, eu acrescento algumas frases a mais:
    começou com o “protesto do aumento das passagens”, para ser legitimado, claro, por que senão morreria na praia virou “protesto contra a corrupção”, “dinheiro gasto para a realização da copa, mais educação, saúde, emprego, moradia, melhora de salário, diminuição dos impostos, liberação do casamento gay, contra a homofobia, contra racismo, contra a polícia, contra a repressão, contra limite da lei, contra as religiões, contra a Igreja Católica, contra quem não quer participar, contra cocô no banheiro, contra as lojas, contra bancos, contra partido político, aliás contra pulga em cachorro até”. Porque para mim, nada me convence de que um movimento que protesta contra tudo, protesta contra nada, faz lambança e provoca baderna. Quem vai participar, acaba atingido por um turbilhão de emoções e acaba acreditando até em extra terrestre. Daí para por em prática qualquer ideia diabólica, provinda de satanás como é o socialismo não custa nada, pois no fervor da passeata, começa-se a introduzir alguns jargões, faixas estratégicas, com um ar apartidário (não que o capitalismo é o melhor, mas o socialismo é o próprio inferno na terra, ideias bonitas, controversas e ações mortíferas) e aí é onde entra as mentes universitárias, comandados por professores universitários comunistas até na alma, principalmente professores de universidades públicas.
    Por isto, digo uma coisa, é bem previsível e não me assusta (modo de dizer, mas isto me aterroriza) o fato de que, provavelmente a classe política vai trabalhar bonito, a corrupção vai ser caçada, qualquer corrupto será até extraditado, a justiça irá condenar com energia e rigor pessoas que participarem de esquemas de fraude com dinheiro público, mas a educação vai piorar, a saúde pública vai ficar ainda mais caótica, todo serviço público voltado para o cidadão vai ficar péssimo, pois se tudo melhorar, não vira comunismo, alguma coisa tem que ficar péssima para se ter a ideia que o comunismo é o ideal de vida, onde o bem público é de todos e que todos terão acesso a saúde e educação de qualidade. Ondas de ataque direto e hostil contra nossa fé e nossa Igreja Católica estão grandes mas irão aumentar, o casamento gay será lei e acho que entra por aí uma lei que obrigue o casamento religioso entre homossexuais, o aborto fica como tá, não sei se este ainda não volta a ser crime, para contentar um pouco, e daqui a alguns anos, talvez bem poucos anos, cabum, do dia para a noite, seremos um novo país comunista, e o detalhe, com o apoio de todo o povo que está em êxtase por achar que fez uma grande manifestação para o bem do país, conseguiu algum resultado, quanto a sua manifestação, a copa do mundo passa, vem as olimpíadas, e ao terminar as olimpíadas sentaremos na cadeira que o governo disser que é boa para mim, comeremos o que o governo acha que eu devo comer, e missa, bom rezar a missa e participar dela será combatido com mão de ferro. Isto está claro como como num jogo de xadrez, existem muitas possibilidades de perder, de empatar, mas pelo caminho que se segue, o xeque mate contra o Brasil que ainda conhecemos está próximo, se alguém duvida, a dama já foi capturada, pois o casamento gay já é reconhecido pelos cartórios, aborto já é realidade. As torres estão sendo abaladas, e logo os bispos sairão do jogo juntamente com os cavalos, sobram os peões, contudo não se ganha jogo com peão. A dama é a dignidade do casamento hétero e a violação do direito soberano e único da família tradicionalmente constituída, e o crime de aborto são as torres, os bispos os líderes cristãos católicos e os demais líderes cristãos evangélicos os cavalos, os peões é o povo, que sem seus líderes esmorece e entrega o jogo. O rei é a Igreja Católica, seus bispos, seus padres. Contudo, uma coisa é certa, talvez é preciso que o povo pereça num comunismo pra ver como é, aí vamos ver estes defensores de Fidel queimando em fogueiras e chorando desesperados pelo erro que cometeram, as ideologias e os defensores gaysistas trabalhando em campos de concentração de trabalho forçado. Mas, sabemos todos que contra a Igreja Católica o diabo não tem poder, então acho que tá na hora dos padres, todos os nossos padres, todos nossos bispos levantarem a bandeira dos cruzados, empunhar suas espadas, pois quando um general imbuído do espírito de luta se levanta com todo o fervor, até mesmo seu mais fraco, burro e medroso soldado dá a vida na batalha. Tomara que não precisaremos passar por tudo isto, tomara que nossos filhos e netos não precisem matar ninguém e que não ocorra nenhuma guerra, mas será nesta hora que veremos quem é católico e quem é herético. Mas pelo que me parece, esta geração está toda corrompida, rezo até por mim, que também sou desta geração. Será que não sou eu um covarde junto com esta massa de manifestantes? Não fiz e nem farei manifestação, sou contra.

  2. AGORA É A ETAPA DOS “IDIOTAS-ÚTEIS, MASSA-DE-MANOBRA” DE QUE FALA LÊNIN!
    Nem mais nem menos; são exatamente os idiotas-úteis de que se serve o regime comunista de forma sutil nessa fase – haveriam veladas ameaças de Dilma – para nessa etapa dar inicio para radicalizar o regime comunista e o implantar de forma absolutizada e dentro dos rígidos padrões marxistas repressivos, bem ao estilo cubano.
    Aliás, a fracassada e repressiva Cuba em 50 anos de comunismo assemelha-se ao miserável Haiti e a China, para não morrer de fome, resolveu praticar apenas o CAPITALISMO DE MERCADO para aplacar miséria da população faminta, sendo sustentada totalmente pelas EMPRESAS CAPITALISTAS QUE MIGRARAM PRA LÁ e que exploram o povo com ajuda do governo comunista chinês!
    Prova de que comunismo só funcionaria na cabeça dos donos de partidos comunistas, que são materialistas e ateus e comprovadamente satanistas, por terem rancoroso ODIO a Cristo e à igreja católica!
    O pior é que eles mesmos infiltrariam pessoas para promoverem o banditismo e o caos nas pacíficas manifestações, mas depois as reprimirão; passarão a ideia de que agiram na verdade foi contra os promotores de violência – supostos fascistas ou direitistas infiltrados – e tiveram que reprimir as manifestações, mas eles – camufladamente seriam os promotores dos baderneiros – uma farsa muito bem montada!
    Observe como o M Passe Livre tem a ideologia marxista: pró aborto, contra os latifúndios rurais e urbanos e fazer do Estado o provedor de tudo, o estatismo total comunista; outra: as manifestações que atrapalham a vida dos outros cidadãos não envolvidos e aparecem pessoas de grupos do próprio Estado a agitarem são claramente de origem marxista para provocar o caos total, embora não pareçam; para comunistas, quanto pior, melhor, nada assumem sob hipótese alguma e fabricam os culpados nessa hora como causa de repressão às manifestações.
    Os movimentos deveriam fazer reivindicações mais concentradas em cada manifestação, como contra a PEC 37 que quer tirar do Ministério Público o poder de investigar para roubarem à vontade; que todos tenham os objetivos bem definidos no mesmo ideal, para não ser como em numerosa família cada um querer que funcionasse do seu jeito.
    Definir bem as metas é para não se transformarem em “idiotas-uteis, massa-de-manobra” da armadilha nessa hora, necessária nessa etapa para radicalização comunista!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s